sábado, 25 de outubro de 2008

Ciência

"Acho que sempre vai haver uma
lacuna entre ciência e tecnologia."


É engraçado como parece que estamos vivendo todos na Idade Média de novo, só que dessa vez não é a Igreja que está mandando na parada, e sim a "Ciência". Não, a comparação não é bem essa; acho que a ciência é mais comparável com o Deus moderno, com um monte de igrejas diferentes espalhadas por aí.
Cada dia que passa ouço mais gente acreditando ou duvidando de coisas, defendendo ou negando-as só porque "dá (ou não) pra comprovar cientificamente".
Um exemplo bom e que é do meu dia-a-dia é o da homeopatia. "Ah, eu não acredito em homeopatia" é uma frase bem comum de ser ouvida no meio médico e acadêmico, e uma coisa que o professor da Liga de Homeopatia sempre disse é: "A homeopatia é reconhecida como especialidade médica desde 1979. Eu não entendo nada de Dermatologia, acho super complicado e não saio dizendo por aí que eu não acredito em Dermatologia". E ninguém sai, o que acontece com a Homeopatia e a Acupuntura tem uma boa dose de preconceito.
A Homeopatia é um bom exemplo porque é uma racionalidade médica completamente diferente, e os princípios terapêuticos não têm quase nada em comum com a alopatia. Ninguém consegue explicar como diabos ela funciona, simplesmente porque, pra quem não sabe, as diluições homeopáticas superam 10 elevado a 24 vezes, o que quer dizer (lembra do número de Avogrado, da época do cursinho??) que já não tem fisicamente nenhuma molécula ali. A explicação é que há energia proveniente da molécula que fica na chamada "memória da água", e a grande esperança dos entusiastas teóricos da Homeopatia é que a Física Quântica venha a elucidar como isso realmente funciona. Mas acontece é que funciona.
E vários estudos com duplo cego (quando um grupo toma placebo e outro grupo toma o medicamento, e nem quem está tomando nem os pesquisadores que fazem a coleta de dados sabem quem está tomando o que) comprovam uma eficácia maior do medicamento em relação ao placebo.
Bem, apesar de já ter falado bastante, não é minha intenção aqui entrar no mérito da homeopatia especificamente, mas sim exemplificar como a ciência está se transformando num dogma.
E pra onde essa ciência está caminhando?
Qual a utilidade das coisas que estão sendo descobertas e do que se pretende produzir?
Dizem que o conhecimento científico dobra a cada x anos, sendo que x decresce exponencialmente; no momento em que estamos, o conhecimento científico dobraria a cada 1 ano ou menos - o que não é surpresa pra qualquer um que venha a procurar um tema ou um artigo em qualquer banco de dados por aí; mas qual a significância desses trabalhos? Qual foi a última descoberta REALMENTE relevante da ciência?
"O que você esperava, se 90% de todos os
cientistas que já existiram estão vivos hoje?"


Será que, a exemplo da religião, novamente, já passamos pelo período de milagres e profetas freqüentes e agora estamos naquele em que debruça-se sobre velhas teorias e tudo o que se consegue tirar de novo vem de objetivos ou fontes duvidosos?
Justamente comecei a escrever esse post há algum tempo, na época em que tinham acabado de ligar o bendito acelerador de partículas, e resolvi terminá-lo agora, que pretendo escrever uma série de posts sobre ciência, depois que tive uma aula de ética sobre a indústria farmacêutica.
Realmente me preocupa o rumo que estamos tomando e a falta de crítica da maioria das pessoas em relação ao que é ciência. Onde acaba a ciência e começa a política, os interesses financeiros, a religião, e a própria humanidade?
É um pouco do que será discutido nos próximos posts! Aguardem... =)

- Consegui - descobri a partícula mais básica de todas!
- Descobri a partícula que compõe a partícula mais básica!
- Eu descobri a partícula de que são feitas as partículas que...

6 comentários:

Douglas Neves disse...

É, existe um grande problema com a evolução da tecnologia. Esse problema chama-se "lucro".
Todas (todas mesmos) as corporações se preocupam principalmente com isso: lucro.
Por mais que a ciência evolua (e eu posso garantir que ela têm evoluido muito, mas muito mesmo), a tecnologia tem dificuldade em avançar.
Estou fazendo uma série de posts também onde vou falar sobre o assunto. A conclusão que eu quero tentar explicar nesses posts é: "com o conhecimento que a humanidade tem hoje, seria possível construir uma civilização onde nada faltaria a ninguém, não precisaríamos agredir o meio ambiente e ninguém precisaria mais trabalhar.", além de outras coizitas mais.

Não precisaríamos deixar ninguém de fora.

Utópico? Talvez... Mas seria perfeitamente possível. Então, quem sabe...

Gustavo Rocha Dias disse...

As maiores descobertas atuais estão na área da genética e da nanotecnologia, que infelizmente ainda não tiveram alcance para que a maior parte das pessoas possam "brincar" com elas.

Quando tiverem certamente será uma revolução no mínimo tão grande quanto a internet...

Julio Lucchesi disse...

O fato e que dificil a gente aceitar que nao existe um plano superior, transcedental, seja ele cientifico, religioso ou mitico... O homem eh, afinal, so um animal um pouquinho mais espertinho que os outros e eh uma angustia sem tamanho conviver com isso.

yukitori disse...

Tudo o que você escreveu aqui me é muito familiar, hehehe.
Comecei a tomar Florais de Bach contra o estresse. Medicina alternativa, se funciona ou não, vou descobrir um dia.

Mas essa minha atitude "de bicho-grilo" despertou curiosidade nas pessoas, claro. O máximo de alternativo que a gente fez foi homeopatia, mas Florais? É, florais. Porque chega uma hora em que a gente tem que se agarrar a alguma coisa, não importa o quão maluca ela possa parecer.

A maioria das pessoas tenta esse tipo de alternativa, mas só acredita mesmo na ciência, naquilo que é possível comprovar (ou que elas pensam ser possível comprovar). Mas, se lermos os jornais, todos os dias sai uma pesquisa desmentindo a do dia anterior, mas continuamos acreditando. Por quê?

drewa disse...

Oi! Faz tempo que não escrevo aqui, né?

Em primeiro lugar queria dizer que eu sou do time que só acredita naquilo que a ciência explica. Minha mãe sempre me deu homeopatia pra tomar e eu nunca achei que funcionou. Minha irmã também já fez acupuntura em mim pra curar da amigdalite e também não adiantou nada. Por isso que eu digo que por experiência própria eu não acredito. Há quem diga que já fez homeopatia e acupuntura e funcionou. Eu não duvido disso. Mas comigo nunca funcionou.

Sobre os rumos da ciência hoje, o que o Doug falou é verdade: hoje em dia o mundo não é governado por cientistas, mas sim pelos economistas. O que é mais importante: descobrir a cura da Aids ou comprar um veleiro e um jatinho? Infelizmente muita gente acha que o mais importante é comprar o veleiro.

Espero que com essa crise econômica a situação mude um pouco e os cientistas passem a ser mais importantes que os economistas no cenário mundial. Afinal de contas, nada de muito relevante foi descoberto da II Guerra Mundial pra cá.

Mano brown disse...

Nossa, eu nem sei o que comentar, pq todo mundo é muito inteligente aqui.. e meu comentário ia ser tosco diante dos outros!!
Mas eu gostei muito do post... e se vc fala q a homeopatia funciona eu acredito, Érika!!