segunda-feira, 21 de julho de 2008

Bem-vindos!

Oi! Eu sempre quis escrever um blog, mas por razões de preconceito, falta de tempo, preguiça ou falta de assunto, acabei demorando alguns anos pra colocar essa idéia em prática.
Minha idéia é falar sobre cinema, teatro, Literatura, Psicanálise, anime ou qualquer outra inutilidade que me der vontade.

Também quero postar alguns desenhos meus, já que eu não tenhgo um deviantart pelas mesmas razões por que não tinha começado um blog até agora.

Sobre o título, sei que é idiota e politicamente incorreto (deveria ser Borboleta Afrodescendente), mas tirei do 31º capítulo de "Memórias Póstumas de Brás Cubas", genial como tudo o que Machado de Assis escreveu, que eu cito a seguir na íntegra.
Obrigada por perder o seu tempo lendo o que eu tenho a dizer!


Capítulo XXXI - A Borboleta Preta

No dia seguinte, como eu estivesse a preparar-me para descer, entrou no meu quarto uma borboleta, tão negra como a outra, e muito maior do que ela. Lembrou-me o caso da véspera, e ri-me; entrei logo a pensar na filha de Dona Eusébia, no susto que tivera, e na dignidade que, apesar dele, soube conservar. A borboleta, depois de esvoaçar muito em torno de mim, pousou-me na testa. Sacudi-a, ela foi pousar na vidraça; e, porque eu sacudisse de novo, saiu dali e veio parar em cima de um velho retrato de meu pai. Era negra como a noite. O gesto brando com que, uma vez posta, começou a mover as asas, tinha um certo ar escarninho, que me aborreceu muito. Dei de ombros, saí do quarto; mas tornando lá, minutos depois, e achando-a ainda no mesmo lugar, senti um repelão dos nervos, lancei mão de uma toalha, bati-lhe e ela caiu.

Não caiu morta; ainda torcia o corpo e movia as farpinhas da cabeça. Apiedei-me; tomei-a na palma da mão e fui depô-la no peitoril da janela. Era tarde; a infeliz expirou dentro de alguns segundos. Fiquei um pouco aborrecido, incomodado.

- Também, por que diabo não era ela azul? disse eu comigo.

E esta reflexão, - uma das mais profundas que se tem feito, desde a invenção das borboletas,- me consolou do malefício, e me reconciliou comigo mesmo. Deixei-me estar a contemplar o cadáver, com alguma simpatia, confesso. Imaginei que ela saíra do mato, almoçada e feliz. A manhã era linda. Veio por ali fora, modesta e negra, espairecendo as suas borboletices, sob a vasta cúpula de um céu azul, que é sempre azul, para todas as asas. Passa pela minha janela, entra e dá comigo. Suponho que nunca teria visto um homem; não sabia, portanto, o que era o homem; descreveu infinitas voltas em torno do meu corpo, e viu que me movia, que tinha olhos, braços, pernas, um ar divino, uma estatura colossal. Então disse consigo: "Este é provavelmente o inventor das borboletas". A idéa subjugou-a, aterrou-a; mas o medo, que é também sugestivo, insinuou-lhe que o melhor modo de agradar ao seu creador era beijá-lo na testa, e beijou-me na testa. Quando enxotada por mim, foi pousar na vidraça, viu dali o retrato de meu pai, e não é impossível que descobrisse meia verdade, a saber, que estava ali o pai do inventor das borboletas, e voou a pedir-lhe misericórdia.

Pois um golpe de toalha rematou a aventura. Não lhe valeu a imensidade azul, nem a alegria das flores, nem a pompa das folhas verdes, contra uma toalha de rosto, dous palmos de linho cru. Vejam como é bom ser superior às borboletas! Porque, é justo dizê-lo, se ela fosse azul, ou cor de laranja, não teria mais segura a vida; não era impossível que eu a atravessasse com um alfinete, para recreio dos olhos. Não era. Esta última idéa restituiu-me a consolação; uni o dedo grande ao polegar, despedi um piparote e o cadáver caiu no jardim. Era tempo; aí vinham já as próvidas formigas... Não, volto à primeira idéa; creio que para ela era melhor ter nascido azul.

(fonte)

4 comentários:

Douglas Neves disse...

Legal o primeiro post!

Boa sorte com o blog!

Manobrown disse...

Legal!!! É isso aí, Djow!!

Franz disse...

Pow... eu ia fazer a piada do "afrodescendente" quando vi o título, mas vc fez primeiro.... XD

Ortega disse...

Hey Éka! É o Fábio do Etapa/Poli/etc.
Curti o blog, tão mto a sua cara esses posts, hehehe..
Se vc tiver em SP dah um toque aí pra gnt fazer alguma coisa.
Bjs!

PS: tah faltando um Monty Phyton na lista de filmes do seu profile, hein? XD