quinta-feira, 7 de agosto de 2008

Conjecturas de volta às aulas


Começo de semestre é terrível.
Queria postar nesse blog todo dia, nem que fosse um vídeo ou uma charge legais, mas agora que as aulas começaram pra valer - e põe pra valer nisso, porque estou estudando 40 horas semanais fora Iniciação Científica e os professores não estão pegando muito leve - , acho que vai ficar um pouco inviável.
Abri mão de pegar matérias de noite pra ter um pouco mais de tempo pra mim, pros meus livros que costumavam ficar aposentados até as férias e pra estudar um pouco, mas esse tempo parece que não dura nada! Hoje, por exemplo, vi a novela, lavei louça, estudei um caso clínico pra amanhã, estou escrevendo no meu blog e... já é mais de 1h da manhã e eu nem jantei!
Assim não dá, nas férias os dias duravam infinitamente mais. Só que, uma contradição meio óbvia, as semanas de férias passam bem mais rápido que essas aqui em Campinas.
Independentemente da minha depressão costumeira que aparece todo começo e fim de semestre, estou relativamente otimista, e apesar da perspectiva de passar mal no hospital todo dia de manhã, acho que vou aprender bastante Clínica esse semestre.
Quem sabe isso me ajuda a tirar as dúvidas de todo mundo que vem perguntar coisas sobre as quais eu não faço nem idéia (mas sou muito boa de inventar respostas, senão não tinha passado no vestibular com o que eu sabia de História e Geografia).
Enfim, esse tópico não fez sentido nenhum e acho que eu vou dormir, senão não vai adiantar nada ter estudado o caso clínico e dormir na discussão amanhã cedo.
Ah, e a tirinha do Calvin expressa bem os meus dilemas universitários - e melhor ainda a minha conduta de sempre optar por vagabundear e ficar vendo porcarias no youtube ou jogando qualquer coisa nas vésperas de prova.

3 comentários:

Douglas Neves disse...

É, meus pêsames.
A expressão "eu não tenho tempo" infelizmente é uma verdade quase sempre. Não importa o quanto você se organize, não é possível fazer tudo o que você gostaria de fazer nos seus dias.
São duas da manhã, amanhã eu tenho aula de inglês às 8h, depois trabalho até às 18h, e então tem o "fazer comida/comer/lavar louça/passar roupa" do dia-a-dia... meu maior problema está em sair de casa 7:30 e chegar 18:30, 11 horas perdidas por dia, 55 horas perdidas por semana, 220 por mês...
Não é sensato trabalhar...
Pra melhorar inventei de organizar um evento de software livre e estou indo atrás de me matricular para fazer Mestrado...
Sei lá o que se passa pela minha cabeça...

Boa sorte com o semestre! Espero que você não precise parar de blogar, assim como eu praticamente parei...

[De]lírio [de] Íris disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
[De]lírio [de] Íris disse...

Quem sabe isso me ajuda a tirar as dúvidas de todo mundo que vem perguntar coisas sobre as quais eu não faço nem idéia (mas sou muito boa de inventar respostas, senão não tinha passado no vestibular com o que eu sabia de História e Geografia).
Hahahahaha... melhor perguntar as coisas pra você, afinal eu não sei NADA mesmo... :P

Este "mal-estar" que você comentou é algo que tenho observado em muitas pessoas, em mim também. Será algo com os astros? :P